Lentes de Contato

  • Adaptação de Lentes de Contato

O objetivo das LENTES DE CONTATO é proporcionar uma melhor visão no dia-a-dia e facilitar a prática de esportes. LENTES DE CONTATO são pequenos discos de material plástico, usados para corrigir miopia, hipermetropia, astigmatismo, presbiopia e também no tratamento do CERATOCONE, uma afecção corneana que causa visão ruim, não corrigível com óculos. E quem é o candidato ideal para usar LENTES DE CONTATO? Aquele cujo organismo produz a quantidade adequada de lágrima, não tem infecções crônicas nas pálpebras ou na córnea e que não sente dificuldade em manuseá-las. Pode ser você?

 

A superfície externa das LENTES DE CONTATO proporciona conforto e melhoria da visão, enquanto a posterior possibilita que elas fiquem bem posicionadas na córnea e flutuem na camada de lágrimas existente nos olhos. Quando a pessoa pisca, as pálpebras movimentam as lentes levemente. Esse movimento faz com que as lágrimas fluam sob as lentes, removendo os resíduos que se acumulam embaixo delas, e forneçam nutrição, lubrificação e oxigênio à córnea.

O uso bem sucedido de LENTES DE CONTATO depende também da escolha de um oftalmologista conhecedor do assunto, da motivação durante o período de adaptação e da observância das instruções para seu uso e manutenção. Para os que têm maturidade para seguir as instruções, a idade não é um fator importante. Porém, entre os mais jovens, a mudança de grau é mais freqüente, o que provoca maior necessidade de acompanhamento e atualização.

TIPOS DE LENTES DE CONTATO:

Rígidas Gás-Permeáveis
As LENTES DE CONTATO RÍGIDAS são de consistência semi-flexível e menores que a córnea. A adaptação a elas é fácil, a córnea raramente fica inchada e a visão permanece nítida. As LENTES DE CONTATO RÍGIDAS podem ser de uso diário ou de uso prolongado. As de uso diário são muito confortáveis. Mas, por outro lado, permeiam menos oxigênio à córnea do que as de uso prolongado, genericamente chamadas flúor-carbonadas. As LENTES DE CONTATO RÍGIDAS são compatíveis com a maioria dos colírios. São duráveis, de limpeza e manuseio fáceis e possibilitam visão bastante nítida, especialmente nos graus mais altos de astigmatismo. Por outro lado, exigem período de adaptação de 2 a 3 semanas. São lentes que determinam menor risco de complicações oculares, como por exemplo, infecções oculares e/ou úlceras de córnea.

Gelatinosas
As LENTES DE CONTATO GELATINOSAS são extremamente confortáveis e podem ser de uso diário ou prolongado. As LENTES DE CONTATO GELATINOSAS  quase não são percebidas no olho, são de rápida ou imediata adaptação e são mais confortáveis que as rígidas. São adaptadas em cores que realçam ou mudam a cor dos olhos e são adequadas à esportes, pois raramente se deslocam. As LENTES DE CONTATO GELATINOSAS podem se danificar com maior facilidade. Necessitam de permanente manutenção, pois a proteína, o muco e o fungo depositados pelo organismo nas superfícies anterior e posterior da lente podem reduzir sua duração e/ou causar infecção ocular. As LENTES DE CONTATO GELATINOSAS tornam-se mais caras que as lentes rígidas. Podem não resultar em visão totalmente nítida, embora algumas corrijam adequadamente altos graus de astigmatismo. As instruções para uso e manutenção devem ser cuidadosamente observadas, caso contrário essas lentes poderão produzir infecção e irritação nos olhos, sobretudo, se ao primeiro sinal de problema elas não forem removidas e prescrito o tratamento necessário. De modo geral deve-se evitar dormir com as LENTES DE CONTATO.

Gelatinosas Descartáveis
Tanto as LENTES DE CONTATO GELATINOSAS DESCARTÁVEIS de uso diário, quanto as de uso prolongado, proporcionam o conforto das lentes novas e menor risco de infecção. Embora sejam mais caras que as convencionais, a economia a longo prazo pode ser maior pois, com a substituição programada, elas exigem pouca ou nenhuma manutenção. As de uso diário são removidas à noite e reutilizadas na manhã seguinte por até um mês e são, então, descartadas. As de uso prolongado são usadas continuamente por cerca de uma semana e, a seguir, descartadas. Essas LENTES DE CONTATO não estão disponíveis para todas as prescrições e podem dar a falsa sensação de que as consultadas periódicas não são necessárias, porque seu uso e cuidado são bastante fáceis.

Há Riscos?

Como todo corpo estranho em contato com a córnea, as LENTES DE CONTATO apresentam riscos. Esses serão bem menores se elas forem prescritas e adaptadas por um oftalmologista especializado.

A LENTE DE CONTATO requer cuidados e avaliação periódica, pois pode determinar uma série de complicações relacionadas ao seu uso. Estas complicações podem ser desde uma simples conjuntivite até uma úlcera de córnea que poderá levar a baixa de acuidade visual. Por este motivo a LENTE DE CONTATO deverá ser adaptada por um oftalmologista que se dedique a esta especialidade.

Como visto, as LENTES DE CONTATO podem provocar infecções ou arranhões que precisam ser tratados e se forem usadas por um período mais longo ou em desacordo com as recomendações recebidas, a córnea pode ficar inchada, causando dor e embaçamento temporário da visão. Procure seu oftalmologista imediatamente em casos de vermelhidão, desconforto, inchaço, sensação de arranhão e secreção no olho ou quando não conseguir remover a lente.

Entre em contato conosco e faça o Teste de Adaptação de LENTES DE CONTATO. * Para marcar uma consulta clique aqui ou ligue (11) 4724-7008.